‘Quem julga pelo que ouve, e não pelo que entende, é orelha, e não juiz’

Pensar bem nos faz bem!

Passagem está presente na obra do escritor português Francisco de Quevedo, ‘Vida de Marco Bruto’. Frase reforça a necessidade de assumir uma postura reflexiva sobre o que é dito.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *